Pedras
Project info

Aqui a vida é simples. As horas passam devagar e as pessoas têm apenas aquilo que precisam: alguma terra para lavrar, alguns animais e uma casa humilde para abrigar do frio e do calor.
Quase todos regulam as suas vidas, e as suas acções, por princípios ancestrais: solidariedade, amizade, sinceridade, o respeito aos mortos e a crença em Deus. Ninguém tem tempo para ambicionar mais, porque mais não se quer.
É aqui que a Vida possui outro significado e é também aqui que ela se apresenta na sua verdadeira essência: Vida sem complicações ou preocupações inúteis, ambições desmedidas e atropelos, e em que a genuinidade das pessoas, dos velhos e dos novos, só tem comparação com a genuinidade de uma criança.
Em “De quanta terra precisa o Homem”, de Tolstói, diz um camponês: “se tivesse terra à vontade, nem o Diabo me metia medo!”
Aqui todos temem o Diabo. Até os mortos são humildes.